Aproveite

:

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Renan Calheiros, quer pressa na votação do projeto de Lei de Abuso de Autoridades; A ideia de Renan é fazer a proposta andar paralelamente à PEC da Reforma Política, intenção criticada por parlamentares.

  • O projeto de Lei de sua própria autoria que altera e torna mais rígida a lei sobre crimes de abuso de responsabilidade cometidos por agentes dos três poderes especialmente autoridades policiais e membros do Ministério Público.
  • Nem mesmo a prisão de agentes da Polícia Legislativa do Senado, sexta-feira, comoveu os senadores da posição contrária à agilização da análise da matéria na comissão especial presidida e relatada pelo senador Romero Jucá RR, presidente nacional do PMDB.
  • Quem se comove é porque teme, afinal a PF estava fazendo sua obrigação efetuando as prisões dos policiais legislativos que acobertavam corruptos.
  • As mudanças propostas na lei listam 38 crimes com penas que vão de um até quatro anos de prisão, além da perda de cargo, mandato ou função, se o servidor for reincidente.
  • Com retorno antecipado para ontem a Brasília, Renan disse a interlocutores que não há definição em relação à agilização da tramitação. 
  • Mas ele deve conversar com os líderes sobre a prisão do diretor da Polícia Legislativa, Pedro Carvalho, e outros três agentes, acusados de terem feito varreduras anti-grampo em imóveis de senadores investigados na Operação Lava-Jato.
  • Continuam se achando acima de tudo e de todos.
  • Com apoio do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, Renan desengavetou o projeto de abuso de autoridade que estava parado no Senado há mais de cinco anos.
  • Os procuradores do MP que comandam as investigações do esquema de propinas na Petrobras e em outras estatais alegam que a aprovação do projeto acabará com a Lava-Jato.
  • Rodrigo Janot, para "disfarçar" ha mais de 5 anos pediu a prisão de Renam, do ex-senador José Sarney, do senador Romero Jucá e do deputado cassado Eduardo Cunha, e nada aconteceu, por isso se percebe que foi apenas um "disfarce".

Um comentário:

  1. Renan Calheiros quem nao deve nao teme. Esta tua preocupaçao para aprovar estas tuas medidas, esta dando na vista. Tu estais te entregando. Ou nao,,,ja diz o ditado quando se quer milagre de santo de barro ele nao acontesse. Nao vai nao vai ter milagre nao tu vai é pra cadeia,

    ResponderExcluir