Aproveite

:

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Como é que um negro, pobre e gay decide ser liberal? Isso ofende os ricos de esquerda! Todo negro tem de ser vítima!

É fácil fingir ser ativista defensor dos LGBTs, esses falsos ativistas sobrevivem da intriga entre Héteros e Homos, por isso eles incentivam ódio entre ambos, porque se não houver violência contra os LGBTs eles vão viver de que!? Vão estudar e trabalhar seus #vagabundos, os LGBTs tem a polícia se precisar, vocês preferem ver a #morte dos LGBTs para vocês ganharem dinheiro do que estudar e trabalhar!? #Vagabundos.
“A esquerda que governou este país só sabe reclamar, só sabe se vitimizar. Mas eu quero dizer que eu, como negro, como pobre, como homossexual, não me vitimizo. Eu venho aqui, eu vou a qualquer lugar, porque eu quero lutar, eu quero alcançar o meu sucesso, não me rastejar atrás do estado.”
Pois é… Como conviver com isso, não é mesmo?
Não! O fato de Fernando ser negro não o torna nem mais nem menos habilitado intelectualmente para falar de cotas. O fato de ser gay não o torna nem mais nem menos habilitado intelectualmente para falar de diversidade sexual. O fato de ser pobre não o torna nem mais nem menos habilitado intelectualmente para falar das políticas de distribuição de renda.
Fernando fala sobre cada uma dessas coisas como indivíduo que está no mundo, debatendo políticas públicas, e não aceita que o condenem a um nicho da militância. Afinal, os jornalistas branquinhos da esquerda chique aprenderam que gente como ele tem é de estar em movimento social do PT. Que ousadia um negro pobre e gay ser aquilo que eles próprios não são: um liberal!!!
Caramba! Essa gente toda gostaria de ensinar Fernando a ser um bom negro, um bom gay e um bom pobre.
Há algo de profundamente novo e auspicioso no país quando Fernando Holiday fala. E há algo de profundamente errado com a imprensa quando não percebe isso.
Eu me despedi de Fernando naquele domingo assim: “Eu quero votar em você para vereador, pouco importa o partido em que você esteja”. Nem sei se ele tem um. Nem sei se vai se candidatar. Mas eu gostaria muito de votar nele.
Acordem, Carolinas! O mundo está passando na janela, e só os partidários de Chico Buarque não veem.
Parte noticia Abril


Nenhum comentário:

Postar um comentário