Aproveite

:

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O preso deverá valer-se do trabalho, nos termos do art. 29 desta Lei Nº 580 - indenização ao Estado das despesas realizadas com a sua manutenção.

  • Temer adota Modelo prisional Japonês
  • É grave a situação do sistema prisional brasileiro. 
  • A principal razão está na falta de recursos para mantê-los. 
  • Se as despesas com a assistência material fossem suportadas pelo preso, sobrariam recursos que poderiam ser aplicados em saúde, educação, em infraestrutura etc
  • Em troca do trabalho, cada cadeia tem um sistema diferente.
  • Os presos podem trocar o trabalho por comida, além da tradicional servida diariamente, produtos de higiene pessoal, cigarro e etc. Ou sobre cada dia trabalhado poderá diminuir 1 dia na pena.
  • É até possível guardar quantias para quando deixar a prisão, facilitando a volta ao mercado de trabalho.
  • O sistema carcerário japonês:
  • O objetivo, no Japão, é levar o condenado ao arrependimento.
  • Como errou, não é mais uma pessoa honrada e precisa pagar por isso.
  • “ Além de dar o devido castigo em nome das vítimas, o período de permanência na prisão serve como um momento de reflexão no qual induzimos o preso ao arrependimento”, explica Yutaka Nagashima, diretor do Instituto de Pesquisa da Criminalidade do Ministério da Justiça.
  • A opressão no presídio japonês se dá justamente pelo excesso de regras, que vão desde a forma de andar aos minutos contados do banho e a maneira de dobrar as roupas.
  • Há regulamentos de como se vestir no verão ou no inverno, formas de dobrar o uniforme, modos de sentar, banhos cronometrados nos minutos que são dois para se lavar, um para se enxaguar – e um complexo sistema de cardápios que divide a comida pelos dias da semana.
  • Há até mesmo formas diferentes de andar baseado em cada situação, assim como linhas no chão para que todos sigam em fila indiana. 
  • Outro fato interessante é a psicologia dos detentos, com uma muito comum sensação de culpa de estar sendo “um fardo à sociedade”.
  • Umas das regras que é praticamente onexistente aqui no Brasil é a disciplina.
  • O medo que os japoneses tem da prisão começa justamente por ser rígido e em segundo lugar a vergonha por estar preso,coisas totalmente diferentes visto nas prisões brasileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário