Aproveite

:

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Denúncia contra Temer será votada na Câmara em 2 de agosto, Decisão foi comunicada por Rodrigo Maia.

Porque não tem Intervenção Militar logo e acaba com a safadeza de políticos que tentam impedir que o país vá para frente, corrupção é corrupção, mas é obvio que ha tentativa de impedir que o país saia do buraco que o PT colocou!? 

A acusação contra o presidente será encaminhada ao STF se houver 342 votos contrários a parecer aprovado na CCJ.

  • Maia havia afirmado inicialmente que tentaria mobilizar os partidos para reunir o quórum mínimo de 342 deputados à votação já na próxima segunda-feira, mas que se reuniria com os líderes porque “cada um sabe quantos parlamentares de cada partido estarão em Brasília”.
  • Com a proximidade do recesso parlamentar, que começa na terça-feira, e o risco de o plenário não reunir o número de deputados necessário, decidiu-se marcar a votação para o início de agosto.
  • Rodrigo Maia pretende que a votação, prevista para começar às 9h, termine no mesmo dia. 
  • Assim como no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), os votos serão nominais e abertos, ou seja, cada deputado será chamado ao microfone para dizer se concorda ou não com o parecer de Paulo Abi-Ackel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário