Aproveite

:

sexta-feira, 21 de abril de 2017

O secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita, fez um apelo para que os jovens "não cedam a ameaças" do jogo Baleia Azul durante entrevista coletiva. Ele anunciou uma força-tarefa para identificar os responsáveis pelos desafios do jogo no caso da Baleia Azul.

"Deixamos bem claro que podem existir ameaças aos jovens que entram no jogo, mas que não existe esse risco. Quem está por trás disso são jovens e adolescentes, por meio da internet. Então, não cedam a ameaças”, disse Mesquita.
  • Mas agora chegou a Capivara amarela
  • Em meio à polêmica do jogo Baleia Azul, que propõe 50 desafios aos adolescentes e sugere o suicídio como última etapa, o curitibano Sandro Sanfelice, de 28 anos, criou o desafio da "Capivara Amarela", que propõe orientar pessoas que buscam algum tipo de ajuda.
  • "Eu comecei divulgando a ideia para pessoas que fazem parte de um blog que eu criei. Nós pensamos em uma forma de fazer um contrajogo para, principalmente, ajudar as pessoas que pensam ou que já pensaram em se cadastrar no jogo Baleia Azul.
  •  Foi então que a maioria gostou da ideia e decidimos colocar em prática", explicou Sandro.O desafio da Capivara Amarela foi criado no Facebook e até a manhã desta quinta-feira (20) tinha mais de mil participantes de várias cidades brasileiras. Os participantes são separados entre desafiantes, que são as pessoas que buscam ajuda, e os curadores, que são uma espécie de padrinhos dessas pessoas.
  • "Nós temos uma lista com vários desafios e pelo menos 50 devem ser passados para cada desafiante através dos curadores", destacou o curitibano. Ele explicou ainda que, além de repassar os desafios diariamente, os curadores também tem a missão de conversar com as pessoas e saber como elas estão ou até mesmo ouvir um desabafo.
  • Segundo Sandro, os curadores também recebem orientações de profissionais da saúde para que possam orientar os desafiantes em situações de necessidade de tratamento médico. "Inclusive, eu quero deixar bem claro que o desafio da capivara amarela não substitui um tratamento, é só uma forma mais leve de trabalhar a autoestima e melhorar a qualidade de vida", destacou.
  • Os desafios são separados em três categorias - iniciais, intermediários e avançados. Entre eles estão, por exemplo, escrever todo dia em um pedaço de papel uma qualidade ou algo que a pessoa goste nela mesma, usar uma roupa favorita e tirar fotos, como se estivesse fazendo um book fotográfico, doar sangue, entre vários outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário