Aproveite

:

terça-feira, 25 de abril de 2017

A população brasileira é que deveria escolher tudo que entra e tudo que sai da reforma da previdência, governo não é pago para ferrar cidadãos de bem e sim para trabalhar em prol da sociedade.

SINDICATOS não representam trabalhadores

Marinho acatou emendas que faziam alterações pontuais na proposta. Ele concordou, por exemplo, em retirar categorias disciplinadas por legislação específica da lista de trabalhadores que podem ser contratados por meio de contratos de trabalho intermitentes – como aeroviários.
A população brasileira é que deveria escolher tudo que entra e tudo que sai da reforma da previdência, governo não é pago para ferrar cidadãos de bem e sim para trabalhar em prol da sociedade.
Ele também alterou o substitutivo para proibir que um empregado seja demitido da empresa e volte a prestar serviço para esta mesma empresa na condição de empregado de empresa terceirizada. Também retira a exigência de os sindicatos homologarem a rescisão contratual no caso de demissão e torna a contribuição sindical optativa.
O projeto estabelece a possibilidade de jornada de 12 de trabalho com 36 horas de descanso. Segundo o relator, a jornada 12x36 favorece o trabalhador, já que soma 176 horas de trabalho por mês, enquanto a jornada de 44 horas soma 196 horas.
O projeto de lei retira a exigência de a homologação da rescisão contratual ser feita em sindicatos. Ela passa a ser feita na própria empresa, na presença dos advogados do empregador e do funcionário – que pode ter assistência do sindicato. Segundo o relator, a medida agiliza o acesso do empregado a benefícios como o saque do FGTS.

Um comentário:

  1. Provavelmente haverá um aumento de vagas no trabalho, creio que alguma coisa de obscuro tenha por traz disso, vamos ver no que dá.

    ResponderExcluir