Aproveite

:

sábado, 8 de abril de 2017

Conselheiros do TCE-RJ deixam o presídio em Bangu. Os cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) deixaram o complexo de presídios de Bangu, na Zona Oeste do Rio, no início da noite desta sexta-feira (7), segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap).

Decisão de soltar os cinco conselheiros foi do ministro Felix Fischer, do STJ. Prisão temporária vencia nesta sexta-feira. STJ também determinou o afastamento deles do cargo por 180 dias.
A soltura dos cinco foi determinada pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na tarde desta sexta. Eles estavam em prisão temporária desde o dia 29 de março após a Operação Quinto do Ouro da Polícia Federal. Na mesma operação também foi preso o ex-conselheiro Aluísio Gama de Souza.
Na mesma decisão, o ministro Felix Fischer determinou o afastamento deles do cargo por 180 dias. Além disso, o magistrado mandou afastar da Corte de fiscalização o conselheiro Jonas Lopes, delator do esquema de corrupção investigado pela Operação Quinto do Ouro.
Pela decisão do ministro do STJ, ficam afastados do TCE-RJ os conselheiros:
Aloysio Neves, atual presidente do TCE-RJ;
Domingos Brazão, vice-presidente do TCE-RJ;
José Gomes Graciosa, conselheiro;
Marco Antônio Alencar, conselheiro;
José Maurício Nolasco, conselheiro;
Jonas Lopes, conselheiro;

Nenhum comentário:

Postar um comentário