Aproveite

:

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Uma banquinha do Partido foi montada na Paulista para colher nomes para caravanas com destino a cidade de Curitiba. A ideia é arregimentar o maior número de militantes e simpatizantes para uma grande manifestação na cidade, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser ouvido pelo juiz Sergio Moro.

O Exercito que se prepare
Uma banquinha do Partido da Causa Operária (PCO) montada nas proximidades do Metrô Consolação, na Avenida Paulista, durante o ato de 1º de Maio promovido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), está colhendo inscrições para uma caravana com destino à cidade de Curitiba.
A ideia é arregimentar o maior número de militantes e simpatizantes para uma grande manifestação na cidade, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ser ouvido pelo juiz Sergio Moro. Além da organização da caravana, a banquinha do PCO vende livros, botons e camisetas.
‘Resistência’
O ato da CUT na Paulista foi batizado de 1º de maio da resistência – em referência às lutas contra as reformas trabalhistas e da Previdência. Além disso, os discursos iniciais reforçaram o Fora Temer e a necessidade de eleições diretas.
O deputado Ivan Valente (PSOL) ressaltou que esse 1º de maio será a consolidação “de um grande movimento contra as reformas e o governo Temer”. “A partir desse dia, vamos iniciar um processo que, provavelmente, vai resultar em outro dia de mobilização e greve geral – antes que votem as reformas no Senado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário