Aproveite

:

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Ricardo Lewandowski decidiu que serão realizadas duas votações no julgamento  do afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff

Uma votação decidirá se ela deve sofrer o impeachment. A outra, definirá se a presidente ficará inelegível por oito anos e impossibilitada de assumir função pública pelo mesmo período, a partir de 1º de janeiro de 2019.ento do afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff – previsto.
O objetivo dos aliados da presidente afastada é assegurar a Dilma o direito de disputar eleições e assumir cargos públicos, mesmo na hipótese de sofrer impeachment.Após ouvir as argumentações dos senadores, Lewandowski declarou: "Eu acolho, defiro o destaque."
Permitir  que a ex presidente possa disputar eleições e assumir cargos públicos é o mesmo que inocenta-la de todos crimes cometido, sendo assim ela poderá recorrer da sentença do Impeachment.

Nenhum comentário:

Postar um comentário