Aproveite

:

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A avaliação de Maia foi compartilhada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Para ele, não é possível falar em anistia de caixa 2.
    Querem acabar com a Lava Jato
  • Como você pode fazer anistia de um crime que não está cominado?”, disse. “Estamos tratando dessas 10 medidas de combate à corrupção e, dentro delas, a possibilidade de você não criminalizar o caixa 2 do passado, mas isso não significa anistia, argumentou.
  • Renan disse que será preciso que líderes do Senado apresentem um requerimento de tramitação em regime de urgência para que a matéria seja votada com rapidez pelo Senado, após aprovação na Câmara. Sem ser específico, o senador defendeu a inclusão de medidas para que ninguém permaneça com “privilégios”.
  • Horas depois de os executivos do Grupo Odebrecht começarem a fechar os termos dos acordos de delação premiada com o Ministério Público, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reuniu na madrugada desta quinta-feira (24), em seu gabinete, líderes e deputados de vários partidos para articular a votação, no plenário da Casa, do pacote de medidas de combate à corrupção, mirando em uma anistia para o crime de caixa dois..

Nenhum comentário:

Postar um comentário